6 dicas para reduzir idas ao supermercado

A menos que você esteja disposto a comer comida para viagem em todas as refeições, são necessárias viagens regulares ao supermercado. Talvez você não consiga evitá-los, mas pode reduzir o número de idas ao supermercado planejando com antecedência e criando hábitos de compra mais inteligentes. Dessa forma, você pode passar menos tempo navegando em corredores lotados e mais tempo desfrutando de seu jantar tranquilo. Veja aqui 6 dicas para reduzir idas ao supermercado: 

@Maria Lin Kim/Unsplash

01. COMPRE PRIMEIRO NA SUA DESPENSA.

Se sua despensa estiver bem abastecida, considere esperar um pouco antes de gastar dinheiro com perecíveis. Muitos itens da despensa – como macarrão, arroz, feijão e vegetais enlatados – são refeições fartas e nutritivas. Esses alimentos são especialmente bons para ter à mão no final da semana, quando você está com pouca carne e produtos frescos. Antes de ir às compras, entenda a comida que você já tem e quando precisa ser ingerida. Isso parece tão chato e demorado, mas vale a pena.

02. MEMORIZE RECEITAS QUE USAM ALIMENTOS ESQUECIDOS.

A triste folha de alface no fundo da geladeira ou o pão velho na bancada podem se transformar em uma refeição reconfortante com a receita certa. Memorize algumas receitas e descobrir o que fazer com os mantimentos que estão prestes a expirar torna-se muito menos estressante. Algumas receitas são feitas para usar sobras e alimentos prestes a vencer. Sopa, fritadas, saladas, massas completas e pudins de pão salgados são maneiras deliciosas de comer cenouras estranhas, verduras levemente murchas, e pão velho na sua cozinha.

 

Veja também:

Como a mudança climática afetará o que comemos em 2050

Continue com: 6 dicas para reduzir idas ao supermercado

 

03. OTIMIZE A ROTAÇÃO DA SUA REFEIÇÃO.

Ir ao supermercado sem um plano leva ao desperdício de alimentos. Ao cozinhar um monte de novas receitas que exigem diferentes conjuntos de ingredientes a cada semana, você vai acabar com sacos de mantimentos inacabados bagunçando sua geladeira. Uma alternativa inteligente é escolher algumas refeições confiáveis ​​que façam bom uso de tudo o que estiver em sua cozinha. Em vez de fazer uma dúzia de pratos por mês com uma série de pratos, concentre-se em alguns, aperfeiçoe-os e, a seguir, crie uma rotação que faça sentido com o tempo. Você pode variar temperos ou coberturas para não ficar entediado.

04. ITENS PERECÍVEIS X ITENS NÃO PERECÍVEIS

Comprar principalmente produtos não perecíveis significa que você não terá tanta pressa para cozinhar seus mantimentos depois de trazê-los para casa. Para garantir que os itens perecíveis em uma mercearia (idealmente um terço dele) sejam comidos, centralize suas refeições em torno dos alimentos mais duradouros em sua despensa, como arroz, fubá, tortilhas, massas e produtos secos feijão, queijos duros ou alimentos congelados. Em seguida, adicione alimentos frescos como condimentos ou acompanhamentos para conferir cor, frescor e variedade. Aprenda quais alimentos duram mais. Coma a carne fresca, o peixe e mais vegetais e frutas fugazes como pêssegos, melões, tomates e frutas vermelhas logo após a ida ao mercado. A aveia fica ótima com frutas frescas. O arroz dura muito tempo. Faça tigelas de arroz usando suas guloseimas perecíveis.

05. APROVEITE O SEU CONGELADOR.

O estoque da cozinha não deve ser armazenado apenas na geladeira e na despensa. Seu freezer é um recurso inestimável. Comida congelada está aí para você – Vegetais congelados exigem menos preparação e geralmente são mais nutritivos do que frescos. Eles também são às vezes mais acessíveis. Mesmo se você comprar mantimentos frescos, colocar os alimentos no congelador antes de atingirem a data de validade é uma maneira fácil de estender sua vida útil.

06. EXPERIMENTE COM APLICATIVOS DE PLANEJAMENTO DE REFEIÇÕES.

Mesmo equipado com os conselhos acima, comprar mantimentos para duas semanas de uma só vez pode parecer opressor. Se você ainda está atormentado pelo estresse do planejamento das refeições, não hesite em usar um aplicativo para obter orientação. Existem aplicativos para “chefs de cozinha”, para orçamento baixo e até mesmo para evitar jogar um bocado de comida no lixo. Basta pesquisar!