Uma breve história das bicicletas

As bicicletas são um meio de transporte desde o início do século XIX. Ao longo das décadas, o design os moldou, os desenvolveu para melhor desempenho e os aprimorou para que possamos alcançar altas velocidades. Essas embarcações movidas a energia humana serviram como base para o projeto de transporte movido a energia humana. Mas você sabe quem inventou as bicicletas? Ou quando o primeiro foi feito? Neste artigo, exploraremos uma breve história das bicicletas.

Uma breve história das bicicletas:

Quem inventou a primeira bicicleta?

As bicicletas evoluíram ao longo dos últimos duzentos anos e tudo começou em 1817.

Karl von Drais, um barão alemão, projetou uma engenhoca de duas rodas que foi uma das primeiras bicicletas fabricadas.

Era feito de madeira e não tinha pedal, freio ou corrente.

O ciclista monta na bicicleta e dá o pontapé inicial com os pés para ganhar impulso.

Esta invenção ganhou muitos nomes como; “Cavalo de pau”, “máquina de corrida” e “velocípede”.

Drais é conhecido como o pai das bicicletas.

Uma breve história das bicicletas:

Quando foi o ponto de viragem no design de bicicletas?

Foi só na década de 1860 que a bicicleta realmente começou a se desenvolver na forma que usamos hoje.

Os inventores franceses Pierre Lallement, Pierre Michaux e Ernest Michaux trabalharam na criação de bicicletas com pedais.

Os projetos iniciais tinham o pedal preso à roda dianteira, e isso era o que conhecemos como centavos.

A roda dianteira era consideravelmente maior do que a traseira, e havia pedais na frente, com um pequeno assento e guidão.

Este projeto ficou conhecido como o “boneshaker” (em tradução literal “sacudidor de ossos”) por seu passeio acidentado.

Isso realmente decolou nas décadas de 1870-1880 e serviu de inspiração para a criação de clubes de bicicletas e corridas competitivas.

Em 1884, o inglês Thomas Stevens partiu em uma jornada ao redor do globo por um centavo.

Uma breve história das bicicletas:

Como o “boneshaker” influenciou o design de bicicletas?

Embora o centavo tenha sido o momento decisivo no desenvolvimento do design de bicicletas, elas eram difíceis de pilotar.

Com um assento empoleirado a 1,2 m, a bicicleta não era apenas difícil de montar, mas também perigosa se você caísse.

Portanto, em 1885, o designer inglês John Kemp Starley inventou a “bicicleta de segurança” chamada Rover.

Esse foi um grande avanço no design de bicicletas na época.

A bicicleta de segurança tinha rodas do mesmo tamanho e transmissão por corrente, logo seguida por freios e pneus.

Este foi o modelo para o que hoje chamamos de bicicleta.

Na década de 1890, as bicicletas se tornaram a última moda na Europa e nos Estados Unidos.

Em 1889, a primeira bicicleta de segurança feminina foi lançada, tornando o meio de transporte disponível para todos.

A bicicleta de segurança foi o catalisador no projeto de transporte movido a energia humana.

Uma breve história das bicicletas:

Quando os uniciclos foram inventados?

Os monociclos são bicicletas de uma roda e, surpreendentemente, não foram inventados antes das bicicletas de duas rodas.

O primeiro projeto de um monociclo foi patenteado em 1869 e era baseado no projeto que custava um centavo.

Os monociclos são consideravelmente mais difíceis de andar do que uma bicicleta com duas rodas e, portanto, tornaram-se associados aos artistas.

Era preciso muita habilidade para montar e andar de monociclo, pois não havia guidão para se equilibrar e muito poucos conseguiam fazê-lo com sucesso.

Uma breve história das bicicletas:

As bicicletas elétricas são uma adaptação moderna à bicicleta de segurança?

Você pode pensar que as bicicletas elétricas são uma adaptação bastante moderna das bicicletas originais movidas a energia humana, mas elas são tão antigas quanto!

Logo depois que a bicicleta de segurança foi projetada, o desenvolvimento em diferentes tipos de bicicletas começou.

A primeira bicicleta elétrica foi patenteada em 31 de dezembro de 1895 pelo inventor americano Ogden Bolton Jr.

Este projeto tinha uma bateria de 10 volts instalada que forneceria cerca de 100 amperes ao motor.

Em 1897, Hosea W. Libbey inventou uma bicicleta elétrica que tinha um motor elétrico duplo.

A empresa automotiva japonesa Yamaha construiu um dos primeiros protótipos de uma “e-bike” em 1989.

O desenvolvimento em bicicletas elétricas continuou por alguns anos nos Estados Unidos, mas não foi até a década de 1990, quando houve um progresso considerável.

Uma breve história das bicicletas:

Quem inventou a bicicleta dobrável?

Foi só no início do século 20 que as pessoas começaram a mostrar interesse no conceito de bicicleta dobrável.

O engenheiro dinamarquês Mikael Pedersen inventou a primeira bicicleta dobrável na Grã-Bretanha em 1900.

Ele foi desenvolvido para o exército britânico e pesava 6,8 kg e tinha rodas de 60 cm.

Embora tenha sido projetado para uso militar, também se tornou popular entre o público.

O design foi o primeiro de seu tipo; no entanto, ele não se dobrou, mas se separou em duas partes.

A bicicleta “dobrável e militar” de Pederson foi descontinuada 4 anos após o lançamento.

Só 60 anos depois, em 1962, quando a Moulton lançou seu modelo “Stowaway” de bicicletas dobráveis, esse tipo de bicicleta voltou à moda.

Uma breve história das bicicletas:

Quantos tipos de bicicletas existem?

É difícil colocar um número no número exato de designs de bicicletas disponíveis hoje, pois existem muitas marcas criando bicicletas em todo o mundo.

Alguns dos tipos mais comuns de bicicletas são bicicletas de montanha, bicicletas de estrada, cruisers, tandems, bicicletas BMX e muitos mais.

As bicicletas foram projetadas para se adequar a terrenos e climas específicos, bem como a velocidades.

Você pode encontrar bicicletas para praticamente qualquer tipo ou estilo de pedalar, e muitas empresas fabricam bicicletas sob medida para atender às suas necessidades.

Existem centenas de designers e fabricantes de bicicletas em todo o mundo, e há entre 15-20 milhões de bicicletas vendidas nos Estados Unidos a cada ano.

As bicicletas são um importante meio de transporte movido a energia humana.

Sem eles, dependeríamos de caminhadas, trens ou veículos que limitariam nossas viagens.

Não são apenas uma forma ecológica de se locomover, mas também uma ótima forma de exercício diário.

Relacionado:

Quando e onde aconteceu o primeiro acidente de carro?