Por que o mau tempo agrava lesões antigas?

Uma leitora nos escreveu para perguntar: “Por que o mau tempo agrava lesões antigas?”

“Oh, meus ossos estão doendo. Deve estar prestes a chover.” – Vovô de todo mundo, sempre.

A ideia de que certas dores e sofrimentos correspondem e podem até predizer o clima é generalizada e existe desde, pelo menos, os dias da Grécia antiga.

DRAGANA991/ISTOCK VIA GETTY IMAGES

Veja também:

Por que doenças autoimunes fazem o corpo atacar a si mesmo

Continue com:  Por que o mau tempo agrava lesões antigas?

A explicação típica para as dores relacionadas ao mau tempo é que a queda na pressão barométrica que vem com uma tempestade faz com que os tecidos moles e o fluido ao redor das articulações se expandam, irritando os nervos e causando dor, especialmente no local sensibilizado de uma articulação artrítica ou alguma cicatriz.

As evidências científicas para o fenômeno, que vem sendo estudado desde o início do século 20, são confusas.

Alguns estudos descobriram que as mudanças na pressão barométrica aumentaram a dor, outros descobriram que ela diminuiu e outros ainda não encontraram correlação.

A influência da temperatura e da umidade relativa também foi estudada e também não está clara.

Um grande obstáculo para estudar o problema é que o inchaço acontece em uma escala tão pequena que é difícil detectar e medir objetivamente, então os pesquisadores têm que confiar nos relatos subjetivos de dor das pessoas, que nem sempre são confiáveis ​​e são difíceis de comparar uma pessoa para outra.

Embora um estudo sugira que os fenômenos podem ser explicados por fatores psicológicos como pessoas encontrando um padrão onde não existe, e a influência da ideia de “plausibilidade geral e popularidade tradicional”, a maioria das pesquisas sobre o assunto aponta que a frequência dos relatórios o torna difícil de ignorar e merece mais atenção e pesquisa para encontrar uma explicação coerente.

Você sente dor quando o tempo está ruim?