Simpatia X Empatia: Qual é a diferença?

Imagine o seguinte cenário: Se o gato de alguém morrer, você pode sentir simpatia por ele. Se o gato de alguém morre poucos meses depois que seu gato morreu, seus sentimentos podem ser melhor descritos como empatia. Simpatia X Empatia: Qual é a diferença?

Em outras palavras:

A simpatia muitas vezes se refere à pena ou uma emoção semelhante que você sente por alguém, enquanto a empatia está mais relacionada à capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa.

Mas essa é apenas uma interpretação da diferença entre as duas palavras – e você pode até argumentar que a maneira como as pessoas usam a empatia hoje é basicamente como a simpatia tem sido usada por séculos.

Simpatia X Empatia: Qual é a diferença?

Empatia em movimento. Ou é simpatia? FIZKES / ISTOCK VIA GETTY IMAGES

De acordo com o Oxford English Dictionary (um dicionário publicado pela Oxford University Press, sendo considerado um dos mais conceituados dicionários da língua inglesa), a simpatia apareceu pela primeira vez no final do século 16 como um termo bastante aberto que descreve a relação entre duas coisas que compartilham certas qualidades ou afetam uma à outra de alguma forma.

Simpatia entre a cabeça e o estômago pode significar que ter uma dor de cabeça sempre causa dor de estômago. Se esse for um problema crônico, pode torná-lo compreensivo (ou seja, concordar) com a ideia de que o médico da cidade deve oferecer um desconto para pacientes frequentes.

Embora a simpatia não tivesse que ser entre as pessoas, definitivamente poderia ser. Os escritores mencionaram isso em conjunto com amor, desgraça ou tristeza; e muitas vezes descreveu uma conexão emocional nascida de experiências paralelas.

Se colocar no lugar do outro

A ideia de “se colocar no lugar do outro” logo surgiu. “A simpatia deve ser considerada como uma espécie de substituição, pela qual somos colocados no lugar de outro homem e afetados em boa medida como ele é afetado”, escreveu o filósofo Edmund Burke em 1757.

Simpatia X Empatia: Qual é a diferença?

“Acredite em nós – ele não vale a pena.” DUNCAN1890 / ISTOCK VIA GETTY IMAGES

 

Veja também:

Entenda melhor: a diferença entre equidade e igualdade

Continue com: Simpatia X Empatia: Qual é a diferença?

 

Quando a empatia foi cunhada, mais de um século depois, referia-se a uma relação filosófica diferente: aquela entre as pessoas e a estética. Começou como uma palavra alemã, Einfûhlung, que o filósofo Robert Vischer criou na década de 1870 para explicar sua teoria de como os humanos obtêm prazer da arte e da natureza.

Essencialmente, ele sugeriu que reagíssemos involuntariamente ao ver algo inanimado – uma pintura, por exemplo, ou uma montanha – injetando nele nossas próprias emoções. Não demorou muito para que outros pensadores pegassem o conceito e o executassem.

No início do século 20, os filósofos ingleses traduziram o Einfûhlung para o inglês e começaram a usá-lo para discutir como os humanos transferem suas emoções uns para os outros.

Termo sociológico:

Desse modo, empatia se tornou um termo sociológico que às vezes refletia o que simpatia já significava. Os acadêmicos modernos têm debatido a diferença entre os dois por décadas.

Na edição de 1974 do Dicionário de História das Idéias, por exemplo, o filósofo Charles Edward Gauss afirma: “Sim, sinto-me por; na empatia eu sinto.” Na década de 1990, Empathy and Its Development, as psicólogas Nancy Eisenberg e Janet Strayer descrevem a empatia como “sentimento por” outra pessoa.

Simpatia, eles argumentam, é “sentir por” alguém.

Não há uma resposta certa

Basicamente, sua decisão de se considerar empático ou simpático em qualquer situação pode envolver anos de análise psicológica e estudo filosófico. E mesmo depois disso, alguns estudiosos podem discordar de qualquer um que você escolheu.

Uma vez que não há uma resposta “certa” – e a linguagem está em constante evolução, de qualquer maneira – sinta-se à vontade para usar qualquer uma delas.