O que é o horário de Greenwich?

O que é o horário de Greenwich? Vamos começar falando que no sul de Londres, no Royal Observatory, Greenwich, é possível caminhar até uma faixa de metal que corre ao longo do solo em um pátio e, pisando nela com um pé, cruzar o mundo. De repente, metade do seu corpo está no hemisfério ocidental e a outra no oriental. Mais ou menos. Mais sobre isso mais tarde.

GETTY IMAGES

Esta linha é o meridiano principal, ou Meridiano de Greenwich.

Em 1851, Sir George Airy a estabeleceu como 0 ° de longitude.

Com uma linha fixa de longitude, ou “meridiano de origem”, marinheiros e exploradores eram mais facilmente capazes de definir sua posição leste-oeste.

Tudo o que um navegador precisava fazer era comparar a hora a bordo de seu navio com a hora local no meridiano de origem, e os marinheiros britânicos começaram a manter um cronômetro marítimo ajustado para a hora local em Greenwich.

A prática se espalhou para marinheiros de outros países, e logo navios de todo o mundo estavam calculando suas posições com base no horário de Greenwich.

Em 1884, o costume dos marinheiros foi legitimado quando a Conferência Internacional de Meridianos se reuniu em Washington, D.C., e delegados de 25 países votaram de forma esmagadora para fazer do Meridiano de Greenwich o ponto internacionalmente comum para medir o tempo e a longitude.

Pode chamar de “dia”

Eles também recomendaram que deveria haver um Dia Universal, contado em notação de 24 horas, que começaria na meia-noite Solar (o ponto em que a noite é equidistante do crepúsculo e do amanhecer) Horário de Greenwich (a média é uma média que representa a velocidade desigual da Terra em sua rotação).

É claro que nem todos os países na conferência estavam tão entusiasmados com a adoção do horário e da longitude britânicos como padrão mundial.

Os delegados franceses tentaram convencer os outros de que Paris deveria ser a casa do primeiro meridiano, mas foram ignorados.

Sentindo-se desprezados, eles se abstiveram da votação e adotaram o Horário Médio de Paris como seu horário nacional padrão e o meridiano d28o Observatório de Paris como seu meridiano principal até mudar para o padrão de Greenwich décadas depois.

Veja também:

A razão por que os polos norte e sul não têm fusos horários

Continue com: O que é o horário de Greenwich?

Mesmo assim, alguns franceses eram conhecidos por se referir ao GMT como “o tempo médio de Paris atrasado nove minutos e 21 segundos”.

Assim como o GMT parecia ter se espalhado pelo globo, as coisas começaram a desmoronar.

A reação francesa demonstrou um grande problema com a conferência, uma vez que todas as boas vibrações da cooperação internacional se dissiparam: as decisões tomadas em Washington não tinham poder vinculante. Eram apenas recomendações e cabia aos diferentes governos nacionais implementá-las em casa.

O progresso era lento e a confusão desenfreada.

A única nação a fazer algo concreto na década seguinte foi o Japão, que adotou formalmente o Meridiano de Greenwich e um horário nacional padrão nove horas antes de Greenwich (GMT +9) em 1888.

Em outros lugares, dependendo de com quem você estava falando, GMT foi usado (geralmente de forma inconsistente) de duas maneiras – com as horas numeradas começando à meia-noite, como havia sido recomendado na conferência, ou ao meio-dia.

Para ajudar a conter a confusão, a União Astronômica Internacional mudou a designação do tempo padrão do meridiano zero para Tempo Universal Observado, ou UTO, que é mais ou menos equivalente ao GMT, mas mais preciso e é o tempo sideral médio medido em Greenwich.

Em 1972, após o desenvolvimento de relógios atômicos super precisos, o Tempo Universal Coordenado, ou UTC, foi estabelecido.

É calculado usando uma média ponderada de sinais de relógios atômicos localizados em vários laboratórios nacionais em todo o mundo, com segundos bissextos adicionados em intervalos irregulares para compensar as esquisitices do movimento da Terra.

UTC, como UTO, é sinônimo de GMT em uso comum ou casual, mas GMT não é mais definido com tanta precisão pela comunidade científica e não é usado em contextos técnicos.

O tempo avança

Mesmo o próprio Meridiano de Greenwich não é bem o que costumava ser.

Anteriormente definida pelo “centro do instrumento de trânsito (um tipo específico de telescópio) no Observatório de Greenwich”, a linha agora é definida por uma solução estatística resultante de observações de várias estações de determinação de tempo que o Bureau Internacional de Pesos e Medidas usa para coordenar os sinais de tempo do mundo.

O instrumento do observatório ainda sobrevive em funcionamento, mas não está mais em uso, enquanto a linha real no pátio do observatório, marcada por uma faixa de bronze, está agora a alguns metros da linha imaginária do Meridiano Principal.