Esposa usa marido adormecido como modelo

A pandemia foi uma época terrível para as vendas de moda. Mas essa esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas!

Muitos compradores reduziram as compras discricionárias, mas mesmo aqueles que querem gastar encontraram lojas não essenciais fechadas.

Então, eles se voltaram para o e-commerce, onde os varejistas estão felizes em satisfazer seu desejo por roupas novas.

E, embora os vendedores menores não possam competir com as grandes marcas em termos de marketing, eles também podem se destacar na multidão e atrair novos clientes.

Só é preciso um pouco de criatividade.

E uma mulher das Filipinas que dirige uma boutique online acaba de dar a toda a indústria uma aula magistral sobre como isso é feito.

Jocelyn May Jazareno Caday, dona da Loja Online da Jo, encontrou seu marido dormindo em uma posição “acessível”, então ela decidiu usá-lo como modelo de roupas, exibindo seus novos itens.

Ela o “fez” usar calças, vestidos, saias e blusinhas floridas, e tirou fotos durante todo o processo, que se tornou viral imediatamente depois que Jocelyn as carregou na página de sua loja no Facebook.

Esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas

Esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas

 

Veja também:

Blogueira plus size recria os looks de celebridades e mostra que a moda é para todos

Continue com: Esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas

 

Esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas

As lojas de roupas estão entre os setores de varejo mais atingidos. Por exemplo, no auge da pandemia, suas vendas caíram quatro quintos no Reino Unido.

O feedback dos varejistas sugere que, apesar da reabertura das lojas de roupas, elas ainda estão sendo severamente afetadas por medidas de distanciamento social e pela capacidade dos consumidores de experimentar as roupas.

Esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas

Esposa usa marido adormecido como modelo para vender roupas

Entre 2023-2025, as Filipinas pretendem figurar entre os 15 maiores exportadores globais de vestuário, o que significaria que as exportações de vestuário teriam de aumentar 21,7% ao ano.

Entre as estratégias para atingir a meta, o país está procurando lidar com o contrabando e fornecer capital, terras e incentivos de subsídios.

Talvez eles também devessem encorajar os vendedores a usar seus parceiros como modelos?