Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor

A dopamina é frequentemente chamada de “hormônio da felicidade” porque gera sensações de prazer. Mas isso não é tudo que a dopamina faz. Também o ajuda a aprender novas informações e a motivá-lo. Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor: 

Os baixos níveis de dopamina estão ligados à baixa motivação e à depressão. Portanto, certificar-se de que você tem o suficiente – mas não demais – é essencial para uma vida feliz, saudável e funcional.

Aqui está o que você precisa saber sobre o papel da dopamina em seu cérebro e corpo e como aumentar com segurança seus níveis de dopamina:

Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor

Alguns estudos indicam que o pilates pode aumentar os níveis de dopamina. @Katherine Hanlon/Unsplash

 

Veja também:

Os alimentos podem realmente reforçar o seu sistema imunológico?

Continue com: Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor

 

Benefícios da dopamina

Quando a dopamina chega ao cérebro, ela se liga a receptores cerebrais que transmitem a mensagem de uma célula para outra. É assim que a dopamina o ajuda a sentir prazer, como quando você come algo delicioso ou se sente bem após um treino intenso.

A dopamina desempenha um papel em muitas funções, incluindo motivação, aprendizagem, atenção, lactação, função renal e função das células sanguíneas.

Um excelente exemplo de como a falta de dopamina pode afetar diretamente o sustento de uma pessoa vem de um estudo de 2020, que examinou como a dopamina ajuda as pessoas a determinar quais tarefas valem a pena.

Os pesquisadores descobriram que os participantes com níveis mais altos de dopamina eram mais propensos a se concentrar nas recompensas de uma tarefa e escolheram completar as tarefas com as recompensas mais altas. Aqueles com níveis mais baixos de dopamina estavam mais focados na dificuldade da tarefa.

A dopamina nos torna mais engajados, mais capazes. Sentimo-nos como o melhor quando temos o suficiente.

Mas a dopamina só ajuda nas quantidades certas.

Os níveis de dopamina podem ser controlados com mudanças no estilo de vida e intervenção médica, se necessário. Sempre consulte seu médico para garantir um método seguro e produtivo de aumentar a dopamina.

Como aumentar a dopamina naturalmente

Mexa-se. O exercício pode fazer muito pela saúde mental de uma pessoa. Existem apenas pesquisas limitadas sobre como o exercício afeta os níveis de dopamina no cérebro humano, mas vários estudos com animais indicam um aumento de dopamina após um treino.

Além disso, esses estudos com animais sugerem que é possível que exercícios para aumentar a dopamina possam ajudar pacientes com doenças como a doença de Alzheimer, demência ou aqueles com transtornos de abuso de substâncias.

Um estudo baseado em humanos, publicado em 2013, mostrou que exercícios em uma esteira levaram a um aumento dos receptores de dopamina entre os pacientes com Parkinson.

Mais pesquisas são necessárias para determinar se os regimes de exercícios podem ser usados ​​para regular os níveis de dopamina na população em geral.

Experimente meditação, ioga ou pilates: a meditação é outra forma natural de aumentar a dopamina.

Estudos anteriores descobriram que a prática da meditação aciona neurotransmissores que ajudam a regular distúrbios psicológicos, como a ansiedade.

E a ansiedade tem sido associada a níveis mais baixos de dopamina. Portanto, as pessoas que meditam podem reduzir a ansiedade e, possivelmente, aumentar os níveis de dopamina ao mesmo tempo.

Um estudo de 2002 incorporando PET (tomografia por emissão de pósitrons) mostrou aumento na liberação de dopamina no cérebro durante a meditação ioga nidra – um tipo de meditação que se concentra no relaxamento profundo.

Os pesquisadores também descobriram um provável aumento nos níveis de dopamina dos participantes durante o pilates, especialmente para pessoas em recuperação de transtornos por uso de substâncias.

Estudos anteriores mostraram que o pilates pode evitar a depressão, enquanto os exercícios e a prática de esportes geralmente aumentam a atividade sináptica do cérebro, incluindo a da serotonina e da dopamina.

Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor

Meditação, pilates e ioga são formas naturais de aumentar a dopamina. @Jared Rice/Unsplash

Coma bem: consumir gorduras saudáveis ​​e proteínas suficientes desempenha um grande papel na regulação dos níveis de dopamina.

Um estudo de 2018 descobriu que baixos níveis de gorduras ômega-3 e ácidos graxos poli-insaturados são um dos principais componentes da função cerebral.

E, incidentalmente, níveis baixos de gorduras ômega-3 e poli-insaturados estão associados à regulação da dopamina no cérebro.

  • Recomenda-se seguir uma dieta baseada em vegetais, que inclui:
  • Grãos inteiros como quinoa, aveia e cevada
  • Gorduras saudáveis ​​como abacate, azeite, nozes e manteigas de nozes
  • Legumes (feijão preto, feijão vermelho, lentilha e muito mais).
    Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor

    @Margarita Zueva/Unsplash

     

Veja também:

10 hábitos alimentares saudáveis e rápidos de se praticar

Continue com: Como aumentar os níveis de dopamina e sentir-se no seu melhor

 

Como aumentar a dopamina com suplementos

Certos nutrientes que vêm na forma de suplemento podem aumentar os níveis de dopamina. Mas a maioria dos suplementos que promovem um aumento de dopamina não são apoiados pela ciência, então você deve ter cuidado ao comprar.

Você deve ter cuidado ao falar sobre o uso de suplementos e avalie cuidadosamente suas opções. É importante consultar um médico antes de tomar qualquer um dos seguintes:

Ômega 3: ômega-3 é útil, mas pode ser consumido por meio de gorduras saudáveis ​​em uma dieta baseada em vegetais, portanto, os suplementos nem sempre são a melhor opção.

Magnésio: há evidências de que o magnésio pode aumentar os níveis de dopamina e melhorar a função cerebral geral em modelos animais. Mas o papel geral do magnésio na saúde do cérebro é complexo e não está claro como os resultados desses estudos em animais podem ser traduzidos para os humanos.

Ginkgo Biloba: Ginkgo biloba é útil em estudos baseados em células, mas não foi testado nos níveis de dopamina em humanos ou mesmo em animais.

Curcumina: a curcumina, um composto encontrado no açafrão-da-índia, demonstrou aumentar os níveis de dopamina em estudos com animais, mas não há evidências de que tenha o mesmo efeito em humanos.

Quando ver um médico

Pessoas com condições crônicas, como depressão e doença de Parkinson, que envolvem baixos níveis de dopamina podem precisar de intervenção médica.

Levodopa, considerado um dos medicamentos mais eficazes para a doença de Parkinson, é convertido em dopamina uma vez dentro do corpo, o que ajuda as pessoas com Parkinson a evitar sintomas debilitantes como tremores e rigidez.

Substâncias e comportamentos não saudáveis ​​podem aumentar a dopamina

Embora existam várias maneiras de aumentar os níveis de dopamina de forma segura e natural, também existem intensificadores de dopamina que podem ter efeitos devastadores.

Substâncias viciantes como nicotina e álcool podem aumentar a dopamina em seu sistema, mas devem ser evitadas em excesso.

Comportamentos viciantes como jogos de azar, por exemplo, também podem apelar para os sistemas de recompensa do nosso cérebro e desencadear um aumento na dopamina. Isso pode levar a hábitos perigosos e destrutivos.

Se você suspeita que seus níveis de dopamina estão baixos, consulte um médico para determinar um caminho seguro a seguir.