Coisas que a classe média tinha em casa nos anos 80

Não vamos entrar em nenhum mérito político tudo bem? Mas a diferença do acesso a ‘coisas que podemos comprar’ foi abismal já entre os anos 1980 e 1990. Coisas que parecem ser absolutamente triviais para qualquer cidadão brasileiro economicamente ativo hoje, nos anos 80 podia ser um sonho distante. Fizemos um checklist de coisas que a classe média brasileira tinha em casa nos anos 80. Se você nasceu depois dos anos 2000, talvez essa lista pareça pré-histórica ou até mesmo você não saiba o que são metade dessas coisas.

 

01. Vídeo Cassete

@Propagandas Históricas

Atualmente nem DVD’s são muito usados. Inclusive, os discos de 4.7GBs que quase sempre eram comprados em vendedores de produtos de origem duvidosa não durou muito. Mas lá nos longínquos anos 80 (no mínimo, já faz 30 anos né?), ter um vídeo cassete era um artigo de extremo luxo. Um vídeo ‘cassete de duas cabeças’, e quanto ‘mais cabeças’ o aparelho tinha “melhor era a qualidade”.

 

02. Linha telefônica

@Mercado Livre

Hoje ter uma linha telefônica residencial não só não é necessário como parece algo extremamente desnecessário. Nos anos 80, ter uma linha telefônica residencial custava caro, muito caro! Para você ter uma simples ideia, você precisava adquirir ações da empresa de telefonia para poder ter o benefício de ter uma linha em casa.

 

03. TV em cores

@Pin 346777240043361787

O Brasil demorou um pouco para entrar em alguns mercados de forma mais profunda. Apesar das TVs em cores já existirem há algum tempo, foi apenas no final dos anos 80 que ela se tornou mais popular e acessível. Antes disso, a imagem era em preto e branco mesmo. Algumas pessoas conseguiam comprar uma TV em cores já no início dos 80, e olha, era um artigo de extremo luxo.

 

04. Toca Fitas com som Estéreo

@Tec Mundo

Poxa vida! Ter um toca fitas era fantástico! Agora imagina se o aparelho tivesse duas caixas de som e tivesse ainda o adicional ‘estéreo’ em seu nome? Era um artigo digno para animar uma festa.

 

05. Rádio/TV Portátil

@Youtube João JR

Esse “pequeno” aparelho era um item de tanto luxo que algumas pessoas nem tiravam do carro. Em situações como trânsito ruim, uma viagem ou até mesmo as filas para abastecer (devido a inflação), esses aparelhos sempre estavam nos veículos dos mais abastados. A primeira versão (mesmo no final dos anos 80 era em preto e branco), depois, nos anos 90 veio a versão do mesmo aparelho, mas em cores. Um luxo só!

 

VEJA TAMBÉM:

9 aspectos dos telefones antigos que podem confundir os jovens

Continue com: Coisas que a classe média brasileira tinha em casa nos anos 80

 

06. Repelente Elétrico

Ok, pode não parecer, mas existia a crença que estes carinhas aqui consumiam muita eletricidade. Ter um deles em casa era um símbolo de luxo. Para quem não queria arriscar a pagar mais na conta de eletricidade, normalmente usava um outro sujeito chamado de ‘Repelente Boa Noite’ – uma espécie de caracol em que você podia acender uma ponta e deixar queimando (o cheiro era horrível).

 

07. Fogão 6 bocas

@Elka

Quem viveu nessa época, lembra muito bem que a maior parte dos fogões contavam apenas com quatro bocas. Em alguns casos, esse fogão de quatro bocas contava com uma espécie “asa” que ornava o eletrodoméstico e fazia ele parecer quase uma obra de arte. A popularização dos fogões de seis bocas veio no final dos anos 80, quando o eletrodoméstico passou a ser mais acessível.

 

08. Máquina de lavar

@Divulgação

Ainda nos anos 80, se popularizou um pouco uma maquina de lavar chamada ‘tanquinho’, esse produto fazia uma coisa bem simples: lavava a roupa – e só isso. A água precisava ser colocada através de baldes ou uma mangueira e depois de lavar a roupa, o ‘operador’ da situação toda precisava torcer a roupa, enxaguar o sabão, torcer novamente e depois estender em um varal que normalmente era um arame amarrado entre duas árvores.

 

09. Máquina de escrever

@Nostalgia 80

Apesar da máquina de escrever ser um item muito comum no Brasil desde os anos 50 e 60, nos anos 80 ela ainda era tida como um artigo importante em muitas casas. Imagine só? Você não precisava escrever a mão e tudo ficava bonito a medida que você “batia nas teclas”. Nos anos 80 também eram comuns os cursos de ‘datilografia’ usando máquinas de escrever.

 

10. Vídeo Game

@Atari

Em uma época em que máquinas de escrever ainda eram um artigo que podia ser tomado como “de luxo” e TVs em cores eram um artigo de luxo também, imagine só ter um videogame em casa? Acho que a sensação de um proprietário de um videogame nos anos 80 poderia ser parecido com o proprietário de uma televisão de 150 polegadas hoje em dia. É raro, é caro e pouca gente tem.

 

VEJA TAMBÉM:

Relembre os preços: Panfletos de mercado no início dos anos 2000

Continue com: Coisas que a classe média brasileira tinha em casa nos anos 80

 

11. Antena Parabólica

@Antena Sat

Em cidades maiores isso não um grande problema. Ter antena parabólica era quase desnecessário já que os grandes canais abertos da época podiam ser facilmente sintonizados. Em regiões mais distantes de grandes centros, era comum ter acesso apenas há um canal, e muitas vezes nem isso. A solução era a aquisição de uma antena parabólica – e olha – na época o tamanho da antena influenciava sim em sua capacidade de sintonizar canais – então não era incomum antenas com dois metros de raio. Há sim! Vale dizer que a maior parte das antenas parabólicas da época, eram ‘importadas de forma suspeita’ e eram vendidas em dólar.

 

12. Relógio com calculadora dos anos 80

@Enjoei

Esse era o item que muitos adultos podiam ter (tudo bem, não era tão caro assim – mas mesmo assim difícil de conseguir) – mas era o desejo, o sonho máximo das crianças! Imagine só? Ir para a escola com uma calculadora no pulso? Quase inconcebível pensar assim hoje em dia, visto que quase todo mundo (inclusive as crianças) tem celular.

 

13. Cafeteira

@Flickriver

A maior parte das pessoas nem sabia que existia a possibilidade de ter uma máquina que faz café em casa”, então ter uma cafeteira que podia fazer até seis xícaras de café era uma daquelas coisas para mostrara para os parentes invejosos.

 

14. Um telefone sem fio

@New Atlas

Falamos da cafeteira, agora falar de um telefone sem fio? Em uma época que ao falar ao telefone era necessário ficar preso a um fio para 99.99% da população, imagine só poder caminhar até cinco metros da base do telefone? Era um luxo absoluto! Digno da casa de pessoas muito poderosas ou aqueles que conseguiam parcelar em suaves vinte e quatro parcelas.

Qual dessas coisas que a classe média brasileira tinha nos anos 80 você tinha?