Genial.club

8 maneiras fáceis para saber se alguém está mentindo para você


Sociopatas e narcisistas podem acreditar que estão mentindo para a ciência, mas acontece que existem muitas pequenas pistas que revelam até o nível mais sofisticado de falsidade. Se você quiser pegar um mentiroso no caminho, procure os seguintes “relatos”, cortesia do pai e da filha Dan e Lisa Ribacoff, especialistas em avaliação de credibilidade e examinadores certificados de polígrafo avançados baseados em Nova York.

Eles usam suas habilidades em investigações criminais, questões comerciais, questões familiares e de relacionamento e outras áreas; você pode tê-los visto na TV. Dan também é um investigador particular.

Os Ribacoffs usam uma mistura de psicologia, análise de linguagem corporal, habilidades de entrevista com especialistas e testes de polígrafo para determinar se alguém está mentindo.

ISTOCK
Mas o que é um polígrafo?

Um polígrafo é uma combinação de dispositivos médicos que monitoram quaisquer alterações fisiológicas, particularmente frequência cardíaca, pressão arterial, frequência respiratória e taxa de transpiração, que um entrevistado passa durante uma entrevista.

Para iniciar esse processo, o examinador realiza uma entrevista pré-teste, fazendo perguntas que devem ser fáceis de responder pelo sujeito, como nome e idade. Isso estabelece uma “linha de base” de respostas autonômicas normais a perguntas benignas.

Eles também podem fazer um “teste de estimulação” no qual o sujeito é convidado a mentir conscientemente. Mudanças na linha de base podem indicar engano – embora essa interpretação caiba ao examinador.

A precisão dos testes do polígrafo foi questionada por vários críticos, incluindo a American Psychological Association. Pessoas culpadas passaram por eles e pessoas inocentes falharam. Mas eles são apenas um fator nas avaliações dos Ribacoffs, que se baseiam principalmente na leitura de pessoas, não em polígrafos.

A avaliação de credibilidade não se baseia em uma única indicação, mas em uma combinação, Dan diz: “Não há uma pista verbal ou não verbal que será o indicador absoluto [de uma mentira]. É um processo de coletar peças para o quebra-cabeça e montar esse quebra-cabeça. ”

Leia dicas para identificar quando alguém pode estar mentindo para você.

01. ELES CRIAM DISTÂNCIA FÍSICA.

Um hábito comum de uma pessoa que ofusca a verdade é colocar distância física entre ela e a pessoa para quem está mentindo, principalmente se estiver sendo questionada. “Recostar-se e esticar as pernas é tentar ganhar distância entre você e o entrevistador”, diz Dan. Cruzar os braços, postura defensiva, também é um sinal potencial de duplicidade.

02. ELES FICAM AGITADOS.

Como mentir ativa o sistema límbico, cujo objetivo é mantê-lo calmo sob estresse, os mentirosos podem ter dificuldade em ficar parados. “É como se o fabricante de pipoca estourasse a tampa [em sua mente]”, diz Dan. “Você faz coisas para queimar a energia nervosa, como remover fiapos imaginários, esfregar o braço – comportamentos que acalmam a si mesmos, como mover-se ou se remexer.” Lisa diz que “esfregar seu pescoço ou brincar com o cabelo” também são sinais de um engano em potencial, principalmente se alguém fizer isso logo depois de mentir para você.

03. ELES EVITAM O CONTATO COM OS OLHOS.

ISTOCK

O contato visual é íntimo, vulnerável – e muitos mentirosos não conseguem segurar um olhar quando estão elaborando uma mentira. Lisa diz que descobriu que os examinandos costumam manter contato visual “até darem a resposta sobre a qual estão mentindo”.

O polígrafo geralmente revela mudanças fisiológicas que sugerem que a pessoa está mentindo. Existem outras razões pelas quais uma pessoa pode não fazer contato visual, como estar no espectro do autismo ou ter certos distúrbios psicológicos, mas Dan diz que a linha de base do comportamento normal é estabelecida para cada indivíduo.

O que os examinadores procuram é uma mudança ou desvio da linha de base exclusiva da pessoa.

04. ELES RESPONDEM A UMA PERGUNTA COM UMA PERGUNTA.

Um mentiroso não dirá diretamente que não fez algo errado; eles responderão com uma esquiva, uma pergunta de volta para você ou um não subsequente.

Não responder diretamente é um alarme imediato para Dan. Uma pessoa inocente geralmente apenas dirá “não” quando questionada se fez algo errado. “Uma pessoa culpada tem dificuldade em dizer não”, diz Dan. Quando eles não respondem à pergunta, você pode farejar uma mentira.

05. ELES DESLIZAM E MUDAM A CULPA.

ISTOCK

Outro truque infalível dos traiçoeiros é explicar demais. “É difícil vender para você, eles saem pela tangente, eles perambulam”, diz Dan. “Eles fornecem informações sem importância.” Ou, eles vão jogar a culpa em outra pessoa.

Dan, que empresta seus conhecimentos para o The Steve Wilkos Show, avaliou recentemente uma situação em que um funcionário de um hotel foi acusado de roubar dinheiro de um quarto de hotel. Ele poligrafou todo o pessoal de segurança do hotel, porque envolvia tirar dinheiro de um cofre ao qual somente eles teriam acesso.

Quando Dan questionou o funcionário acusado, o homem declarou sua inocência e passou a culpa para sua gerente, Kara, e outro funcionário chamado John. “Quando eu disse: ‘Você pegou o dinheiro?’ ele disse: ‘Eu não peguei o dinheiro, é aquela maldita Kara, ela está constantemente favorecendo esse cara, John, porque ela cresceu com ele, e ele é o filho dela’”, lembra Dan.

Mas John passou no polígrafo, enquanto o funcionário – que era culpado – falhou.

06. ELES CONTAM UMA HISTÓRIA QUE CONTINUA MUDANDO…

Os mentirosos também tendem a mudar a história toda vez que a contam. Em um caso recente, Dan entrevistou um homem acusado de roubar de seu local de trabalho e vender os itens. Ele alegou a Dan que um segurança da empresa havia realmente cometido o crime. Ele até mencionou que cruzou com o segurança recentemente em uma festa.

Mas, convenientemente, o homem não sabia o nome do guarda nem tinha seu número de telefone. Lisa o colocou em uma segunda entrevista, fazendo-lhe as mesmas perguntas, e “de repente ele sabe o nome do segurança e tem seu número”, diz ela. Isso significava uma mentira para Dan, e os resultados do polígrafo corroboraram sua avaliação.

07.… E NÃO ADICIONA.

“Se a história não faz sentido, geralmente não é verdade”, diz Dan. Em um caso recente, uma esposa concordou em fazer um polígrafo a pedido de seu marido ciumento, que encontrou várias mensagens de texto entre ela e um colega de trabalho em seu telefone.

A princípio, ela disse a Dan que ela e seu colega eram apenas amigos que trocavam muitas mensagens de texto, mas que nada físico aconteceu entre eles. Mas à medida que o polígrafo prosseguia, ela acrescentou que as comunicações continuaram por três anos… e então confessou que incluíam fotos dela nua.

Ela falhou no polígrafo – mas concordou com um segundo, durante o qual negou ter contato sexual com o amigo. Depois que ela falhou naquele teste também, ela admitiu que tinha beijado o amigo. (Mesmo sem essas confissões, sua linguagem corporal durante os dois testes foi reveladora, diz Dan; ela estava perturbada e trêmula. “Eu me senti muito mal por ela”, ele admite. “Eu sabia que não ia acabar bem.”)

“Há um ditado que diz: se não bater”, diz Dan, “geralmente é porque a verdade não estava na equação.”

08. ELES EXIBEM SINTOMAS DE LUTA.

ISTOCK

Você respira mais superficialmente quando mente, seu rosto fica vermelho e você pode começar a suar. Além disso, Dan diz: “Você lambe os lábios porque a digestão para quando a luta ou a fuga começa”. É claro que esses sintomas também podem acontecer se você estiver genuinamente com medo ou tiver problemas com autoridade, mas de acordo com Dan, é aqui que essa base valiosa de comportamento ajuda o examinador a determinar se você já estava nervoso quando entrou.

Dan tem mais uma dica que é útil, não importa o quão astutos sejam seus poderes de observação: faça a pessoa falar. Ele sugere abordar sua linha de questionamento como uma entrevista em vez de um interrogatório. “Quando eu entrevisto você, eu deixo você falar”, ele observa. “Em um interrogatório, estou falando para fazer você confessar.”


Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Oops, você está offline.