7 dicas para pais adotivos de pet de primeira viagem

Se você está pensando em criar um gato ou cachorro pela primeira vez, aqui estão 7 dicas para pais adotivos de pet de primeira viagem que você deve ter em mente.

Pronto para abrir seu coração e sua casa? @VVVITA/ISTOCK

 

01. Conheça as ONGs ou abrigos locais

Passe algum tempo pesquisando a organização adotiva com a qual gostaria de trabalhar. Você quer ter certeza de que encontrou uma organização segura e confiável.

Depois de fazer sua escolha, o abrigo ou organização adotiva irá combiná-lo com um animal. Por mais que seja importante para a organização se sentir confortável com você – eles estão confiando em você para cuidar de um de seus animais adotáveis, afinal – você deve se sentir confortável em checá-los e fazer qualquer pergunta que precise ser respondida.

A maioria das organizações estará disponível para quaisquer emergências ou para responder a quaisquer perguntas, e normalmente também lidam com serviços veterinários.

02. Saiba que cada animal de estimação adotado é único

Cada animal é especial. @DMUSSMAN/ISTOCK

Cada animal tem sua personalidade individual. Como tal, cada animal de estimação adotivo terá suas próprias necessidades.

Os animais estão em programas de adoção por uma variedade de razões, eles podem estar se recuperando de uma cirurgia, aguardando um procedimento, precisando de socialização ou podem ser muito jovens para adoção. Se possível, é melhor fazer um “encontro e saudação” com um animal de estimação em potencial.

Dessa forma, você – e a organização de acolhimento – podem garantir que se encaixam bem. Se um encontro não for possível, deixe seu novo animal conhece-lo lentamente. Ficar calmo, ser paciente e usar reforço positivo os ajudará a se ajustar ao novo lar.

03. Dê ao seu novo pet um espaço apropriado

Tente criar uma área especial para seu novo animal de estimação adotivo. Oferecer um espaço silencioso irá ajudá-los a entrar em sua nova situação suavemente.

Se você puder, mantenha-os confinados a uma sala pequena no início. Para animais minúsculos como gatinhos, você pode até começar deixando-os em seu banheiro (apenas certifique-se de não deixar a tampa do vaso sanitário aberta).

 

Veja também:

Por que os cães têm tanto medo de aspiradores?

Continue com: 7 dicas para pais adotivos de pet de primeira viagem

 

04. Apresente seu novo adotado a todos os animais que já possui (lentamente)

Cheire primeiro, se aconchegue depois.

Se você já tem um animal de estimação, pode ser tentador querer que ele e seu novo adotivo se tornem os melhores amigos imediatamente. Mas não se apresse. Uma vez que seu novo animal de estimação adotivo se acostumar com a parte designada da casa, apresente-o a quaisquer outros animais que você tenha lentamente.

Tente deixá-los farejarem uns aos outros pela porta. Então, se eles parecerem confortáveis, depois de se verem, deixe os animais terem encontros supervisionados para brincar. Certifique-se de manter o tempo inicial juntos curtos, usando reforço positivo para recompensar as interações positivas.

Também é importante garantir que todos os animais sejam vacinados adequadamente – a última coisa que você deseja é que um animal acidentalmente adoeça o outro. A maioria dos animais em um programa de adoção já foi vacinada. Mas se você está criando um gatinho ou cachorrinho que é muito jovem para ter sido vacinado, você precisará mantê-los isolados.

Você também deve se certificar de que seus animais de estimação existentes estão em dia com as vacinas.

05. Certifique-se que você está abastecido com os itens essenciais

A maioria das organizações de acolhimento não fornecerá tudo que você precisa para cuidar de seu novo animal. Certifique-se de estar preparado com ração, areia para gatos e brinquedos.

Você também vai precisar de uma caminha, uma caixa transportadora – especialmente se você estiver criando gatinhos ou um cachorro.

Se você estiver usando uma casinha de cachorro, o espaço cercado precisa ser grande o suficiente para que o cachorro possa ficar de pé e se mover confortavelmente.

06. Considere sua rotina

@LIGHTFIELDSTUDIOS/ISTOCK

Se você estiver criando um pet, mantenha uma rotina (tanto para você, quanto para ele) – filhotes em particular, podem ter ansiedade por separação, então você pode querer que eles passem algum tempo em partes separadas da casa, para que eles não se acostumem a não ter um humano 24 horas por dia, 7 dias por semana.

07. Lembre-se que o seu animal de estimação não é um convidado temporário

Em teoria, a criação de um animal de estimação não deve ser uma situação temporária (só se você oferecer lar temporário para algum animal). Por isso, avalie muito bem se você terá condições, tempo e disposição para cuidar de seu pet.