12 experimentos científicos simples e geniais para crianças

Para entreter as crianças e ensinar ciências de forma simples e rápida, os experimentos caseiros são uma ótima opção. Em geral, você só vai precisar de ingredientes básicos, que você já tem em casa, ou que são fáceis de achar em papelarias ou mercado. Então, reúna as crianças e aproveite a lista de 12 experimentos científicos simples e geniais para crianças que nós montamos para você fazer em casa:

01. Chuva colorida

Para este primeiro experimento, você vai precisar somente de uma tigela, um pote fundo de vidro, óleo de soja, água, e corante líquido.

Para começar, coloque na tigela ¼ de xícara de óleo e 4 colheres de corante, e misture. Em seguida, coloque água no pote de vidro, e acrescente a mistura de óleo e corante.

De início, você vai perceber que os dois líquidos não estão se misturando, mas depois de alguns segundos, a mistura de cima começa a gotejar para baixo, lentamente. Depois de alguns minutos, o óleo volta a subir e a chuva inverte o seu sentido.

Isso acontece porque cada líquido possui uma DENSIDADE, um “peso”. O óleo é mais denso do que a água e, por isso, vai para o fundo do pote.  Mas, quando o corante se separa do óleo, a água fica mais densa, e por isso o óleo sobe novamente.

02. Papéis magnéticos

Separe uma folha de papel e uma régua.

Primeiro, pique vários pedacinhos de papel, bem pequenos, e coloque em cima de uma mesa. Agora pegue a régua e esfregue em seu couro cabeludo (no seu cabelo, limpo), e depois, passe a régua por cima dos papeizinhos.

O que aconteceu? Os papéis começaram a grudar na régua!

Você está vendo a eletroestática acontecer! No início, a régua e os papéis tem carga neutra, mas quando você fricciona o pente em seu cabelo, acontece uma transferência de cargas elétricas. A régua ganha elétrons, ficando com carga negativa, e é por isso que os papeizinhos começam a voar, pois são leves e são atraídos para a régua eletrizada!

03. Cabelos loucos

Como o experimento anterior, a eletroestática também pode ser colocada em prática nesta experiência genial!

Você vai precisar de um balão cheio e de uma blusa ou cachecol de lã.

Comece passando a roupa de lã no balão, somente em uma direção. Em seguida, aproxime o balão dos seus cabelos! Sejam eles curtos ou compridos, seus cabelos vão pular para cima, na direção do balão! Serão atraídos por ele! As crianças vão adorar!

Você também pode aproximar o balão de uma parede e ver o que acontece! As cargas negativas dele vão fazer com que fique grudado na parede, como mágica!

04. Colorido ou branco?

Colorido ou branco?

Para esta experiência caseira, são necessários os seguintes materiais: Uma cartolina ou algum tipo de papel mais grosso, lápis, tesoura, compasso ou algo redondo para servir de marcação, régua, canetinhas coloridas ou lápis de cor, um prego ou uma tachinha.

Pegue a cartolina e, com o compasso, desenhe um círculo nele. Divida o círculo em sete pedaços iguais, como na imagem acima, usando a régua e o lápis. Ele vai ficar como se fosse uma pizza!

Pinte cada uma das “fatias” com as cores do arco-íris. Uma azul clara, uma azul escura, uma verde, uma amarela, uma laranja, uma vermelha, e uma roxa/violeta! Recorte o círculo!

Depois, faça um furinho bem ao centro do círculo. E com a tachinha ou o prego, fixe em uma parede ou no lugar que preferir!

Agora é só girar o disco! Você vai perceber que quando ele gira bem rápido as cores vão desaparecer!

Isso acontece porque a cor branca é a soma de todas as cores do espectro! Girando o círculo rapidamente nosso olho só consegue ver a mistura de todas as cores, que é a cor branca! Este disco é chamado na ciência de disco de Newton!

05. Neve falsa

Neve falsa

Quem nunca sonhou em ver a neve né? Nesse experimento, vamos fazer uma neve falsa, para as crianças brincarem e montarem seus próprios bonequinhos de neve sem precisar passar frio!

É bem simples, você só precisa misturar, em uma tigela, um pouco de amido de milho (maisena) e óleo de cozinha! Esmague bem, e está pronta sua neve falsa!

Para fazer o bonequinho de neve, você pode pegar galhinhos de árvore para os bracinhos, olhinhos móveis que você compra em papelarias, um palito de dente pintado de laranja para o narizinho, um pedacinho de tecido para o cachecol e um chapeuzinho de bonecas!

06. Meu pé de feijão

Pé de feijão

Este é um dos primeiros experimentos que aprendemos na escola!

Você vai precisar de: um copinho plástico ou de vidro, ou até mesmo um pote de iogurte vazio; 3 grãos de feijão, um algodão, e água.

Coloque os feijões no fundo do copinho, e coloque o algodão por cima. Coloque um pouco de água no algodão, sem que encharque!

E agora é só esperar alguns dias! Coloque seu pezinho de feijão no sol pelas manhãs, e não esqueça de molhar ele todos os dias! Sua plantinha vai crescer sem ter sido plantada na terra!

07. Bolinha voadora

Mais um experimento interessante é ver o vento fazer objetos flutuarem! Quando soprado com força, ele pode fazer uma bolinha ficar parada no ar!

Use um secador de cabelo e uma bolinha de isopor.

Ligue o secador com a parte do ar saindo para cima! Coloque a bolinha com delicadeza em cima do vento! A bolinha vai pairar no ar!

Você pode transformar isso numa brincadeira e ver se consegue levar a bolinha até um pote próximo!

 

Veja também:

Trava-línguas: conheça os melhores e mais difíceis

Continue com: 12 experimentos científicos simples e geniais para crianças

 

08. Boia ou afunda?

Outro experimento muito legal é este:

Pegue um ovo e coloque dentro de um copo de água, com cuidado! O que acontece é que ele vai para o fundo…

Agora retire o ovo, e coloque algumas colheres de sal na água. Em seguida coloque o ovo novamente dentro da água. Agora ele boia! Mas por que?

Quando você coloca sal na água, ela muda de densidade, ficando mais pesada, e fazendo outros objetos que estejam dentro dela boiarem!

09. Ovo pula pula

Você quer fazer um ovo pular? Então é só fazer o seguinte:

Coloque em um potinho um ovo, e cubra de vinagre! Feche o potinho e espere 48 horas! Quando você tirar ele do vinagre, verá que sua casca virou uma goma, flexível! E que pula!

Esse processo acontece porque o vinagre provoca uma reação química na casca do ovo, fazendo com que o líquido passe por dentro do ovo e transformando-o em algo totalmente diferente!

Disponível aqui 

10. Líquido duro

Em uma tigela, misture meio copo de água com 1 copo de amido de milho. O ponto certo da mistura é sentir uma resistência quando apertá-la, e não sentir resistência alguma quando soltá-la.

Essa mistura é chamada de “oobleck”, um líquido não newtoniano, que fica sólido quando se aplica sobre ele pressão ou força!

Caso queira, coloque a mistura em um balão! Não deixe nenhuma bolha de ar dentro! Amarre-o e tenha um balão super fofinho para apertar sempre que quiser!

11. Mancha que desmancha

@Cottonbro/Pexels

Para esse experimento surpreendente, você precisa de:  detergente incolor, corantes, água, três copinhos, e dois potes de vidro (de tamanhos diferentes para que um caiba dentro do outro com folga).

Com um pote dentro do outro, e coloque água com corante branco (ou com leite) no de dentro, e detergente no de fora. Em seguida, pegue os três copinhos e coloque detergente dentro, com um pouco de corante de cores diferentes em cada um. Mexa bem!

Com um conta-gotas, coloque uma gota de cada cor dentro do pote com detergente que você preparou no início. Gire o pote de dentro, e veja que cada cor formou uma mancha, e que as cores parecem se misturar! Agora, se você desvirar o pote de dentro, as manchas voltam a ser os pingos iniciais!

Na verdade, as cores não se misturaram, mas somente ficaram em camadas diferentes, por causa da viscosidade do detergente! O corante não consegue se movimentar direito dentro do detergente, e por isso as cores não se misturam!

Disponível aqui

12. Leite psicodélico

Pegue um prato fundo, encha-o de leite, e adicione algumas gotas de corante colorido! Depois, pingue algumas gotinhas de detergente incolor por cima! Veja como as cores reagem: elas dançam!

Isso acontece porque o detergente se une às moléculas de gordura do leite, e faz ele se mexer!

Disponível aqui