10 erros de limpeza que fazemos em casa

10 erros de limpeza que fazemos em casa: Limpar a casa não é uma das tarefas mais legais que temos no dia a dia, mas, viver no meio da bagunça e da sujeira é muito pior. Entretanto quando se limpa uma casa, há algumas tarefas que são realizadas de maneira errada que, inclusive podem trazer malefícios a saúde.

Talvez por distração ou até mesmo por falta de conhecimento, a limpeza doméstica pode se tocar bem perigosa.

Álcool em gel não é eficiente para se livrar dos germes, a mistura de produtos pode causar uma bomba caseira e, limpar a casa com os ambientes fechados podem atacar o pulmão.

 

01.Não fechar a tampa do vaso sanitário ao dar descarga

@Giorgio Trovato/Unsplash

Uma descarga é capaz de ejetar todas as bactérias e germes da urina e das fezes pelo banheiro. De nada adianta o banheiro estar limpo se, ao dar a descarga com a tampa aberta as bactérias podem ser levadas para um raio de até dois metros além do vaso sanitário, atingindo as toalhas, escovas de dentes e pia.

A Escherichia coli que, pode causar vômitos e diarreias pode permanecer até seis horas no ar após o acionamento da descarga. A salmonela que causa, septicemia e, infecção aguda que pode levar à morte, sobrevive no vaso sanitário por até 50 dias. A Clostridium difficile que, causa febre, diarreia, dor de barriga e até mesmo infecções graves, fica no ar por 90 minutos após a descarga. (Dados por American Journal of Infection Control (Jornal Americano de Controle de Infecções).

CORRETO: Fechar a tampa após as necessidades. Simples e evita qualquer doença.

02. Não verificar a borracha da porta da geladeira

@Erik Mclean/Unsplash

As borrachas das portas das geladeiras e congeladores ajudam o aparelho a ficar bem vedado. Porém quase ninguém verifica o estado de conservação e a limpeza da borracha.

A parte interna da sanfona da borracha pode ser um abrigo para bactérias e até mesmo mofo. A cada abertura e fechamento os esporos se espalham para fora da geladeira e também para os alimentos que estão armazenados nela, podendo causar problemas respiratórios e até intestinais.

CORRETO: Idealmente a geladeira deve ser limpa por completo a cada 15 dias. O detergente de louças é um bom aliado nesta limpeza.

Caso o mofo já tenha se instalado, basta borrifar vinagre na região e deixar agir por 15 minutos e, posteriormente lavar com água e sabão.

Caso feito isso, o mofo continue, uma limpeza mais pesada com ¼ de colher de água sanitária e um litro de água morna pode ser a solução.

Dica: nunca utilizar a água sanitária pura pois, pode ressecar a borracha e diminuir a sua vida útil.

 

Veja também:

17 habilidades de economia doméstica para ensinar a seus filhos

Continue com: 10 erros de limpeza que fazemos em casa:

 

03. Somente limpar o aspirador de pó quando estiver cheio

@The Creative Exchange/Unsplash

Aspirar a casa é bastante comum, aspirar, aspirar e aspirar, até o aparelho ficar completamente cheio até não poder mais. O aspirador de pó entretanto é um local propício para a proliferação de bactérias, incluindo a Escherichia coli que pode provocar infecções de pele, no trato urinário e no sistema digestivo.

CORRETO: Idealmente o aspirador deve ser esvaziado na lata de lixo a cada uso do aparelho. As peças do aspirador também merecem uma atenção especial devendo ser lavados com água, sabão e esponja. Já se o saco coletor for de pano, também deverá ser lavado com água e sabão a cada quinze dias.

04. Esponja de cozinha suja

@Artem Makarov/Unsplash

A esponja de cozinha pode ter até 10 milhões de bactérias, segundo a Escola de Medicina e Saúde Pública Baiana. Portanto o hábito de usar a esponja até de desfazer pode não ser saudável – bem como o lixeiro sobre a pia e aquele paninho para secar a bancada.

CORRETO: Idealmente é preciso ter uma esponja para pratos, panelas e talheres, uma esponja para copos e mais uma para a limpeza do fogão e bancadas. Deve-se jogar água quente antes e depois do uso para retirar as bactérias bem como a umidade da esponja. Trocar pelo menos a cada quinze dias.

05. Deixar a louça acumulada na pia

@Catt Liu/Unsplash

Usou o prato, lavou.

Pratos, copos, talheres, panelas e outros utensílios com restos de alimentos são um prato cheio para as bactérias que podem até transformar a cozinha em um local mais sujo que o banheiro, o que, por sua vez, pode causas infecções intestinais, hepatite, tuberculose e gastroenterite.

Segundo a Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, a pia pode acumular mais bactérias que o banheiro, podendo conter 100 mil vezes mais germes que o vaso sanitário.

CORRETO: Além de lavar a louça, a pia deve ser lavada diariamente usando um detergente e água morna para limpar as torneiras, ralo e bancadas e, por fim, despejar água quente no ralo para evitar o mau cheiro.

Idealmente uma vez por semana é recomendado lavar a pia com 60ml de suco de limão misturado com uma colher de chá de bicarbonato que, deve ficar de molho por aproximadamente dez minutos e ser enxaguada com água quente.  Para o ralo, vinagre e água quente são ideais.

06. Passar álcool em gel no mobiliário

@Kelly Sikkema/Unsplash

O álcool em gel é apropriado apenas para a limpeza das mãos, por causa de sua textura, porém, não funciona para a limpeza da casa, uma vez que formará uma camada “grudenta” onde vão se acumular bactérias e sujeira deixando o mobiliário em pior estado do que estava.

CORRETO: O uso do álcool líquido 70% tem a função bactericida eficaz e, deve ser aplicado com um pano úmido com água.

Atenção: o álcool 70% é um produto abrasivo e pode corroer alguns materiais como couro, madeira e plástico. Portanto ele não deve ser utilizado para a limpeza das mãos, uma vez que resseca a pele.

Atenção: O líquido é inflamável, podendo causar incêndios.

07. Misturar produtos de limpeza

@Kelly Sikkema/Unsplash

Um coquetel de produtos pode causar vários riscos à saúde.

A água sanitária por exemplo, misturada com produtos à base de amônia, cria uma reação química que libera vapores de cloro gasosos e cloramina que, podem ser explosivos, causas perda de visão e olfato, sem falar nos dados ao pulmão.

CORRETO: A dica é simples: nunca misturar produtos de limpeza, pois não se sabe ao certo a reação química que pode ocorrer. Ao comprar um produto de limpeza, o correto é ler as instruções de uso no rótulo e segui-las fielmente para evirar acidentes domésticos.

 

Veja também:

41 maneiras fáceis de proteger sua casa para crianças

Continue com: 10 erros de limpeza que fazemos em casa:

 

08. Arrumar a cama ao despertar

Esta dica é especialmente para aqueles que tem preguiça de arrumar a cama logo cedo.

Os ácaros amam camas arrumadas, isso por que durante o sono, a transpiração do corpo deixa as roupas de cama e colchões úmidos. Arrumar a cama ao despertar, aumenta a umidade, uma vez que a colcha sufoca os bichinhos.

A Universidade de Kingston, na Inglaterra comprovou em uma tese que a cama arrumada contribui para a infestação de ácaros, contabilizando cerca de 1,5 milhão de ácaros na cama.

CORRETO: Deixar a cama desarrumada durante o dia, diminui a umidade das roupas e cama e colchões e, dessa forma os ácaros ficam desidratados e morrem. Passar o aspirador sobre o colchão e trocar a roupa de camas semanalmente evitam a infestação por ácaros.

09. Fazer faxina com a casa fechada e sem proteção

Produtos de limpeza são os melhores aliados para manter a casa brilhando, mas, a exposição a certos produtos como, cloro, benzeno e branqueadores podem causar problemas respiratórios e bronquite crônica.

CORRETO: Abrir todas as janelas e portas na hora da faxina da casa é essencial, pois, assim os tóxicos contidos nos produtos de limpeza se dissipam no ar. É recomendado o uso de luvas de borracha, óculos protetores e máscaras que cubram o nariz e a boca para evitar o contato com as mucosas.

10. Esfregar uma superfície com mofo

@Annie Spratt/Unsplash

É preciso de muito cuidado com o mofo pois, a maioria destes fungos podem ser prejudiciais à saúde, causando micoses, problemas respiratórios, dores musculares e alergias.

Ao esfregar o bolor, os esporos dos fungos podem se alastrar no ambiente.

CORRETO: Usar luvas de borracha, máscara e óculos protetores é de suma importância. A água sanitária deve ser utilizada através de um borrifador e, deixar o produto agir por aproximadamente meia hora e, então passar um pano úmido para limpar a área afetada.